Home Novidades Notícias Corporativas Colisões associados ao consumo de álcool aumentam

Colisões associados ao consumo de álcool aumentam

O Segundo Relatório Brasileiro Sobre Drogas Sumário Executivo, publicado no site do Governo Federal, informou dados sobre o levantamento detalhado realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) entre os anos de 2008 e 2015, abrangendo aproximadamente 70.000 km de rodovias federais, revelando que houve uma evolução das colisões de trânsito associadas ao consumo de álcool no Brasil.

O relatório aponta que o número total de colisões relacionadas ao uso de álcool nas rodovias federais cresceu de 3.561 em 2008 para 6.745 em 2015. O estudo ainda revela que embora os números brutos de colisões, colisões com vítimas e mortos por colisões tenham apresentado queda a partir de 2011, é possível verificar no documento publicado que a proporção destes associados ao uso de álcool cresceu ao longo do período, passando de 25,2/1000 colisões em 2008 para 55,2/1000 colisões em 2015.

Ainda sobre o estudo, é possível observar os dados por região e que mais de 30% do total bruto de colisões relacionadas ao uso de álcool concentram-se na região Sul, enquanto a região Norte experimentou o maior decréscimo entre 2008 e 2015. A análise em relação à frota de veículos e à população habitante indica que a região Sudeste possui as menores taxas de colisões associadas ao álcool. Além disso, o relatório aponta que as taxas de colisões, acidentes com vítimas e vítimas fatais associadas ao uso de álcool aumentaram durante o período que serviu como base para o estudo, superando o crescimento populacional e o aumento da frota de veículos. O documento ainda diz que a região Sul consistentemente apresentou a maior proporção de colisões com vítimas relacionadas ao álcool no Brasil.

As colisões com vítimas associadas ao uso de álcool também foram analisadas e informadas conforme o estudo, apontando um crescimento até 2011, seguido de um crescimento lento. A região Sul manteve-se como a área com a maior proporção de colisões com vítimas relacionadas ao álcool.

Sobre o assunto, Miler Nunes Soares, médico psiquiatra e responsável pela Clínica para Dependentes Químicos Granjimmy, afirmou que o aumento das taxas de colisões, acidentes com vítimas e vítimas fatais associadas ao uso de álcool durante o período, superando o crescimento populacional e da frota de veículos, aponta para desafios persistentes na segurança viária relacionada ao álcool. “A leitura do relatório evidencia a complexidade do panorama das colisões de trânsito relacionadas ao álcool no Brasil, sugerindo a importância de políticas públicas e ações preventivas mais direcionadas para abordar essa questão de forma eficaz”.



O relatório, que pode ser lido na íntegra através do link informado no início da matéria, ainda aponta que as mortes relacionadas a colisões associadas ao uso de álcool aumentaram de 207 em 2008 para 480 em 2015, representando um aumento de 132%.

Colisões associados ao consumo de álcool aumentam



Previous articleAmerican Express inaugurará o maior Centurion Lounge no Aeroporto Internacional de Atlanta Hartsfield-Jackson
Next articleLenovo revelará seu mais recente portfólio de PCs com IA e Far Edge Computing no MWC, oferecendo IA inovadora para todos