Home Novidades Notícias Corporativas Consórcio segue ritmo de crescimento com recordes em 2023

Consórcio segue ritmo de crescimento com recordes em 2023

O setor de consórcios iniciou o ano de 2024 comemorando os resultados alcançados durante o ano passado, com novas quebras de recordes, e a perspectiva de manter o ritmo de crescimento em razão do reaquecimento do mercado imobiliário, segmento líder em créditos comercializados do Sistema de Consórcios.

Dados da ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios confirmam a confiança do brasileiro e a importância na economia nacional do consórcio, pois dos seis indicadores, quatro registraram alta nas somas das comercializações.

“Em 2023 foram R$ 316,7 bilhões em volumes de créditos comercializados, crescimento de 25,6% sobre os R$ 252,1 bilhões de 2022. Esses números mostram que os consórcios seguem como uma ótima opção de planejamento financeiro para milhões de brasileiros, sendo certamente a ausência de cobrança de juros, diferente do que ocorre em um financiamento comum, um dos motivos desse crescimento”, explica Rodrigo Salim, especialista financeiro com mais de 15 anos de experiência em empresas do segmento, graduado em Direito pela Universidade Mackenzie e MBA em Gestão Empresarial pelo INSPER/IBMEC.

Com os 10,29 milhões de participantes ativos consolidados em dezembro de 2023, crescimento de 9,4% sobre dezembro de 2022, e as 4,18 milhões de novas cotas em 2023, crescimentos de 6,4% sobre 2022, os resultados mostram que o sistema de consórcio segue como alternativa de planejamento de compra para a população brasileira.

Além da possibilidade de escolher entre as muitas opções de valores e prazos, aliado ao fato de ter uma carta de crédito e poder negociar o pagamento do bem à vista, os clientes se beneficiam dos juros zero, tendo apenas que pagar uma taxa de administração, diluída entre todos os meses do plano adquirido.



O consórcio é a modalidade de compra baseada na união de pessoas com a finalidade de formar poupança para a aquisição de bens, sempre realizado por uma administradora que precisa ser autorizada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil.

“Antes de adquirir uma cota de consórcio é preciso saber que essa é uma modalidade de compra planejada, para quem não tem pressa ou a necessidade imediata de um bem. Ele atende o consumidor que quer comprar ou reformar uma casa ou quem quer comprar ou trocar de carro sem pagar juros, escolhendo a mensalidade que cabe no orçamento”, explica Salim.

Democrático, o consórcio atende desde o consumidor que precisa de um serviço até aqueles que decidem comprar um imóvel ou um veículo pesado, como caminhão ou trator, passando por motocicletas, veículos leves e eletroeletrônicos diversos.

Resultados por segmento em 2023

Veículos leves

Trata-se do segmento com o maior número de participantes ativos consolidados (4,47 milhões em dezembro/2023, crescimento de 5,7% sobre dezembro de 2022) e venda de novas cotas (1,7 milhão em 2023, crescimento de 13,3% sobre 2022).

Houve alta em todos os outros indicadores desse segmento, mas o destaque ficou com créditos comercializados, que aumentaram 27,9% sobre o ano de 2022, alcançando o valor de R$ 104,32 bilhões.

Motocicletas

A cada duas motos comercializadas no Brasil, uma foi através do consórcio. Esse segmento encerrou o ano de 2023 com o segundo maior volume de participantes ativos e crescimento em todos os indicadores, com destaque para os dois ligados aos volumes de créditos, comercializados e disponibilizados.

Foram R$ 22,95 bilhões em volume de créditos comercializados, crescimento de 11,8% sobre o ano de 2022 e R$ 12,58 bilhões em volume de créditos concedidos, crescimento de 11,4% sobre o ano de 2022.

Imóveis

O consórcio de imóveis encerrou o ano de 2023 com 779,35 mil novas cotas, crescimento de 20,8% sobre o ano de 2022 e R$ 141,53 bilhões em créditos comercializados, crescimento de 33% sobre o mesmo período de 2022.

As 103,5 mil contemplações acumuladas em 2023 injetaram R$ 18,85 bilhões em créditos no mercado imobiliário brasileiro.

Veículos pesados

No acumulado de 2023, o segmento de veículos pesados, voltado ao transporte rodoviário de cargas e de passageiros, além das atividades no agronegócio, apresentou crescimentos significativos.

O volume de créditos disponibilizados cresceu 37,1%, alcançando o valor de R$ 12,6 bilhões. As contemplações, por sua vez, cresceram 24,8% e alcançaram o volume de 80,05 mil consorciados que tiveram a oportunidade de comprar seus bens.

Em todos esses segmentos a metodologia é a mesma: o valor do bem é diluído em um prazo predeterminado. A partir desse momento, todos os integrantes do grupo contribuem ao longo desse período mensalmente e a administradora os contempla, por sorteio ou lance, com o crédito no valor do bem ou do serviço contratado, até que todos sejam atendidos.

“Criado no início da década de 1960, o consórcio segue como como importante ferramenta de compra para milhões de brasileiros, que buscam o parcelamento integral do bem, a diversidade de prazos para pagamentos, o poder de compra à vista, as possibilidades de obter o crédito por meio de sorteios ou acelerar a contemplação por meio de lances, a oportunidade de formar e ampliar patrimônio e a flexibilidade do uso do crédito”, finaliza Salim.

Consórcio segue ritmo de crescimento com recordes em 2023



Previous articleTelevisaUnivision divulgará os resultados do quarto trimestre e do ano completo de 2023 na terça-feira, 15 de fevereiro
Next articleImigrantes já podem atuar como policiais nos EUA