Home Novidades Notícias Corporativas Cresce número de jovens que buscam estudar no exterior

Cresce número de jovens que buscam estudar no exterior

O interesse dos estudantes brasileiros por instituições de ensino superior no exterior tem apresentado crescimento contínuo. Dados da pesquisa Selo Belta 2023, da Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio – Belta, revelam que o mercado brasileiro de educação internacional registrou um crescimento de 18% em 2022 em comparação a 2019, consolidando em 455.480 estudantes.

A pesquisa ainda revela que em um contexto mais amplo, a faixa etária de 25 a 29 anos tem ocupado a primeira posição no ranking de jovens que estudam fora do país, ultrapassando os estudantes de 18 a 24 anos.

Thiago Thag, diretor da QUniversity, enfatiza que cursar uma graduação em qualquer país requer planejamento, pois é necessário que o jovem esteja atento a tudo o que ele irá precisar nos campos financeiro, acadêmico e profissional. “Existem vários obstáculos a serem superados, sendo um deles a saída da zona de conforto, pois o estudante estará imerso em um ambiente completamente diferente, mas que pode contribuir para seu desenvolvimento socioemocional e a capacidade de assumir novos riscos”, reforça.

Léo Mayolino, CEO da agência Save, complementa que há um crescente interesse por parte desses estudantes brasileiros pelas universidades internacionais. “Os dados apresentam uma certa tendência que vem tomando forma nos últimos anos, mesmo com a pandemia. É perceptível a oferta de novas oportunidades para estudantes brasileiros em busca de educação de qualidade no exterior, como o uso de tecnologia como o Meta Quest 3 na QUniveristy”, expressa o profissional.



Ao estudar em outro país, o jovem tem a oportunidade de aprimorar idiomas, vivenciar diferentes culturas e um vasto repertório de experiências que em muito contribuem com a consciência global e formação de cidadão do mundo, pontua o diretor da QUniversity.

“O objetivo de estudar fora pode dar aos jovens a possibilidade de se tornar fluente em outra língua e construir uma carreira internacional, se tornando agentes de mudança”, finaliza.

Website: https://quniversity.com.py/

Cresce número de jovens que buscam estudar no exterior



Previous articleStartup utiliza IA para transformar o cuidado pessoal
Next articleSalvador usa tecnologia para aumentar segurança no Carnaval