Home Novidades Notícias Corporativas FIBO e Arnold apontam tendências do setor fitness

FIBO e Arnold apontam tendências do setor fitness

Na cidade de Colônia, na Alemanha, do dia 11 a 14 de abril, a FIBO Global Fitness apresentou algumas tendências e inovações com o objetivo de promover um setor fitness mais forte e uma sociedade mais saudável, favorecendo um estilo de vida ativo e consciente. Este evento vai de encontro com a Arnold, que ocorreu do dia 7 a 11 de abril, na cidade de São Paulo, sendo um ponto de encontro dos setores de nutrição, fitness, esportes e saúde, se tornando um dos maiores eventos multiesportivos da América do Sul.

Com a participação de milhares de profissionais, entusiastas e empresas líderes do setor, as duas exposições pretendem servir como palco para o lançamento de novos produtos e discussões sobre os mais recentes avanços em tecnologia e ciência aplicada ao fitness, além de destacar as mudanças de paradigma que estão redefinindo a forma como as pessoas encaram o bem-estar e o condicionamento físico.

As discussões em relação às tendências do mercado fitness para 2024 abordadas pela Arnold e FIBO giraram em torno de temas que passam a ser cada vez mais relevantes para empresas, marcas e comunidades da área esportiva. Em nível mundial, observa-se um grande movimento relacionado à praticidade e individualização do exercício físico, inclusive no uso de tecnologias, como os aplicativos digitais, o que gera resultados mais pontuais e um maior bem-estar nas práticas.

As soluções wearable, com dispositivos vestíveis ou usáveis (a exemplo de relógios inteligentes), mantém sua posição de destaque entre as tendências, mesmo chamando a atenção desde 2016, e permanece como um das apostas para o crescimento do setor. Essas ferramentas permitem que profissionais e alunos personalizem ainda mais as atividades físicas, monitorando o desempenho e o progresso ao longo do tempo.



Diversidade e inclusão: academia é para todos

A inclusão de diversas populações e perfis no mundo fitness também começa a despertar a atenção do setor. Os olhares da Arnold e da FIBO estão voltados ainda para o uso da tecnologia assistiva na inclusão no mundo das atividades físicas, como nos esportes paralímpicos e nas rotinas de pessoas com deficiência (PCDs). 

“Atender a públicos com diversos perfis, e não apenas os usuários tradicionais de um serviço, é um requisito cada vez mais exigido pelos novos públicos, que valorizam temáticas como inclusão, diversidade, responsabilidade ou impacto social e sustentabilidade. Marcas que nascem hoje em dia precisam levar esse cenário em consideração e, no mundo fitness, isso não é diferente”, afirma Anderson Franco, CEO da Allp Fit, rede de academias com jornada integrada à área da saúde (que inclui serviços como consultas e tratamentos odontológicos), em associação com o Cartão de TODOS e outros parceiros.

No Brasil, essas tecnologias inclusivas já são prioridades do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, que junto com o Comitê Paralímpico Brasileiro querem colocar o país entre as 10 principais potências mundiais nesse cenário até o final deste ano.

Com esses destaques e tendências fica evidente a preocupação e o investimento em tecnologias, que somadas aos exercícios físicos de forma completa e inclusiva, propõem uma experiência integral às marcas, às academias e aos praticantes de atividades físicas.

Com mais de 32 mil academias ativas no Brasil, de acordo com os dados da Cortex Intelligence, ficar para trás das tendências não é uma opção para as marcas brasileiras. “A participação e acompanhamento em eventos do setor reforça o compromisso da Allp Fit em estar atualizada com as melhores práticas e modelos de negócio, a fim de proporcionar a experiência fitness mais completa a toda nossa comunidade”, detalha o CEO da Allp Fit, que marcou sua presença na FIBO 2024 à convite de Reginaldo Recchia, CEO da Matrix, uma das maiores empresas brasileiras no ramo de equipamentos.

FIBO e Arnold apontam tendências do setor fitness



Previous articleInvestimentos de longo prazo impulsionam indústria em 2023
Next articleEspaços de lazer valorizam e levam integração para os centros das cidades