Home Novidades Notícias Corporativas Franquias de food service crescem 17,9% no país, diz ABF

Franquias de food service crescem 17,9% no país, diz ABF

Franquias de food service, ou serviços de alimentação, cresceram 17,9% em 2023 no país, se comparado a 2022, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

O estudo da ABF também apontou que o faturamento do setor de franchising em 2023 foi de R$ 240,661 bilhões. O que representa um crescimento de 13,8% em relação ao montante arrecadado em 2022, que foi de R$ 211,488 bilhões.

O segmento Alimentação – Food Service é responsável por R$ 46,939 bilhões do faturamento total, com aumento de 8,8% em operações em relação ao resultado de 2022.

Para Filipe Falcão, sócio-diretor da Sucão, franquia de alimentação saudável, o crescimento das franquias food service reflete uma combinação de diferentes fatores.“Há uma demanda crescente por conveniência e qualidade, impulsionada por um estilo de vida mais acelerado. A inovação constante no setor, com novos formatos de serviço e produtos adaptados às preferências dos consumidores, tem atraído um público mais amplo”.

Falcão destaca a resiliência do setor que, mesmo diante de desafios econômicos que possam surgir, demonstra a solidez das franquias de alimentação como um atrativo para mais investimentos.



Crescimento de operações e empregos

Ainda de acordo com o estudo da ABF, o total das operações das franquias também aumentou no país no último ano, passando de 184.354 em 2002 para 195.862 em 2023, o que representa um crescimento de 6,2%.

A geração de postos de trabalho pelas franquias também cresceu, atingindo o recorde de 1.701.726 empregos no último ano, um aumento de 7,1% em relação a 2022. Cada nova operação gera, em média, nove postos de empregos diretos, segundo a ABF.

Falcão afirma que para ter destaque em um mercado competitivo como o de franquias food service, é preciso ter uma abordagem multifacetada. “O investimento na qualidade dos produtos e na experiência do cliente, combinada com uma mentalidade de inovação contínua, seja no menu, no uso de tecnologia ou na adoção de práticas sustentáveis, geram um maior engajamento da marca com seu público”.

O empresário considera que a digitalização também possui um papel fundamental no crescimento das franquias de alimentação, como forma de otimizar os processos e melhorar o atendimento aos clientes.

“A capacidade de adaptar-se rapidamente às mudanças do mercado e às necessidades dos consumidores também pode proporcionar uma vantagem significativa”, lembra o especialista.

O relatório da Associação Brasileira de Franchising aponta que as projeções para 2024 também são de crescimento, com um aumento de 10% no faturamento e de 5,5% em operações e empregos gerados.

Para saber mais, basta acessar: www.sucao.com.br

Franquias de food service crescem 17,9% no país, diz ABF



Previous articleBYD alcança marca de 7 milhões de veículos de energia nova
Next articleProdutos personalizados: clientes aceitam pagar 25% a mais