Home Novidades Notícias Corporativas Indicador de Custos Industriais (ICI) apresenta queda

Indicador de Custos Industriais (ICI) apresenta queda



O Indicador de Custos Industriais (ICI), conforme dados divulgados pelo Portal da Indústria, apresentou uma queda de 2,5% na comparação entre o primeiro trimestre de 2023 e o quarto trimestre de 2022. Esta redução nos custos da indústria brasileira despertou a atenção de economistas e analistas de mercado.

O (ICI) é uma métrica fundamental para avaliar a competitividade do setor industrial no país e monitorar os fatores que influenciam os custos de produção das empresas. A queda de 2,5% no ICI no primeiro trimestre de 2023 pode representar uma reviravolta e merece atenção contínua por parte de analistas e tomadores de decisão do setor.

No que diz respeito ao custo de produção, observou-se no relatório uma diminuição devido a fatores como a otimização de processos produtivos, a redução dos preços de matérias-primas e a melhoria na eficiência operacional das empresas industriais. Conforme informado no estudo, essas iniciativas foram tomadas em resposta à crescente competição global e à necessidade de manter a competitividade no mercado

José Antônio Valente, diretor da empresa de aluguel de equipamentos para construção civil Trans Obra disse que os dados do relatório mostram que o custo de produção foi reduzido em 2,9% e o custo tributário apresentou queda de 4,1%. “O estudo nos mostrou que a queda foi influenciada pelo recuo destes dois componentes do ICI. A indústria como um todo deve estar atenta para que, com os dados apresentados, a influência nos resultados dos negócios tenham menor impacto por causa da desaceleração econônima”.  

Ainda segundo o relatório, o atual cenário de desaceleração tanto na indústria quanto nos serviços, diversos subcomponentes dos custos de produção experimentaram quedas. A perda de ritmo no crescimento do mercado de trabalho influenciou a redução nos custos com pessoal. O estudo ainda afirma que a diminuição da pressão sobre os preços de energia desempenhou um papel importante na redução dos custos com energia. A normalização no fornecimento de insumos e matérias-primas, juntamente com a subsequente diminuição dos preços, também foram fatores relevantes que contribuíram para explicar a queda nos custos com bens intermediários, tanto nacionais quanto importados.



Perguntado sobre o assunto, José Antônio, afirmou que a desaceleração nos custos de produção podem impactar diretamente o setor de máquinas e equipamentos, tanto para máquinas de grande porte como no caso do setor de serviços no aluguel de betoneira, aluguel de bomba de água, e outros equipamentos de pequeno porte. “O setor de máquinas e equipamentos deve observar os dados para otimizar processos e investimentos com o objetivo de não sofrer grandes impactos nas receitas em 2023”.

Indicador de Custos Industriais (ICI) apresenta queda



Previous articleArmis anuncia parceria ampliada com CrowdStrike
Next articleAbre Portas promove empregabilidade de pacientes oncológicos