Home Novidades Notícias Corporativas Minimercado de condomínio segue como tendência em 2024

Minimercado de condomínio segue como tendência em 2024

Nos últimos anos, especialmente no período de restrições severas de circulação de pessoas na pandemia de covid-19, os minimercados autônomos antes vistos em poucos prédios residenciais ganharam força e se instalaram em condomínios de todo o país. Com as mudanças no comportamento do consumidor, que agora valoriza ainda mais a conveniência de obter itens de mercado sem “sair de casa”, esse modelo de negócio segue com fôlego e deve crescer aceleradamente nos próximos meses.

De olho nessa tendência no ramo imobiliário, algumas construtoras já estão incluindo em seus novos empreendimentos os espaços exclusivos para a implantação desse tipo de loja, oferecendo infraestrutura e praticidade para as redes de franquias do setor.

Edifícios ganham opção de franquia de minimercado com a Merkon

A Merkon, rede de minimercados autônomos para condomínios residenciais e comerciais, nasceu em Bady Bassit, interior de São Paulo, em 2021. A marca chega a esse nicho com o objetivo de oferecer comodidade aos consumidores por meio do autoatendimento, ou seja, o cliente escolhe suas compras e paga diretamente no toten do estabelecimento ou pelo aplicativo instalado no próprio celular.



Além de vender alimentos, bebidas e insumos de limpeza e higiene, as franquias podem acrescentar em seu mix de produtos algumas opções como fones de ouvido ou outras categorias de interesse dos moradores. “Com a correria do dia a dia, as marcas que ajudam a otimizar o tempo e apresentam soluções rápidas se destacam. Por socorrer os clientes em momentos de aperto como a compra de algum ingrediente para finalizar uma receita ou carne para completar o churrasco, por exemplo, conseguimos fidelizar o público”, explica Thalita Caporazzo, dona da Merkon.

Sob o guarda-chuva da Acelerando Franquias – empresa com mais de 10 anos de experiência em formatação e expansão de franquias – a marca inicia sua expansão por meio do franchising em 2024 e quer finalizar o ano com 50 contratos assinados. Em meados de junho, a primeira unidade franqueada deve ser inaugurada na cidade de São José do Rio Preto (SP). Outras negociações estão em andamento em várias cidades do Brasil, como Salvador (BA), Recife (PE) e Cuiabá (MT).

Com investimento inicial a partir de R$69,8 mil (sem container) e R$108,6 mil (com container), os formatos são opções rentáveis para diferentes perfis de investidores, desde aquele empreendedor interessado em realizar o sonho de abrir um negócio próprio como quem quer diversificar sua atuação em uma área bastante promissora. “A gestão é de baixa complexidade e funcionamento 24 horas por dia, sete dias por semana, sem a necessidade de atendentes. O franqueado consegue acompanhar em tempo real todo o movimento da unidade por meio do sistema de câmeras de segurança, fica responsável pelo controle, compra e reposição de estoque, assim como o contato com os clientes”, finaliza Thalita Caporazzo.

Minimercado de condomínio segue como tendência em 2024



Previous articleTransplante capilar lidera buscas no Google
Next articleCuidado multiprofissional vem mostrando resultados na educação infantil