Home Novidades Notícias Corporativas Produção Industrial Nacional avançou 0,5% em novembro

Produção Industrial Nacional avançou 0,5% em novembro

Em relatório divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), chamado Pesquisa Industrial Mensal em novembro de 2023, a produção industrial nacional apresentou um aumento de 0,5% em comparação ao mês de outubro, considerando a série livre de influências sazonais. Segundo a publicação, este resultado segue uma tendência de variações positivas nos meses anteriores, com aumentos de 0,1% em outubro, 0,1% em setembro e 0,2% em agosto de 2023. 

O documento também aponta que na série sem ajuste sazonal, o crescimento foi de 1,3% em novembro em relação ao mesmo período do ano anterior, marcando a quarta taxa positiva consecutiva nessa comparação. Além disso, é possível verificar na publicação que ao longo dos onze meses do ano, o setor industrial acumulou uma variação positiva de 0,1%, enquanto a taxa anualizada, acumulada nos últimos doze meses, permaneceu estável em 0,0% em novembro de 2023, repetindo o padrão de estabilidade observado nos últimos meses.

Ainda segundo a publicação, observa-se no aumento de 0,5% da atividade industrial de outubro para novembro de 2023, destacam-se dois das quatro grandes categorias econômicas e 13 dos 25 ramos industriais pesquisados, indicando uma performance heterogênea. O relatório apresenta dados sobre as indústrias extrativas (3,4%) e de produtos alimentícios (2,8%), que segundo o documento, foram as mais influentes positivamente, com a primeira retomando o crescimento após um ligeiro recuo de 0,4% no mês anterior, e a segunda registrando o quinto mês consecutivo de expansão na produção, acumulando ganho de 6,3%. 

O relatório aponta ainda dados sobre outros setores, como para a influência no crescimento indicado no mês de novembro, incluíram coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (0,6%), bebidas (2,8%), produtos de minerais não metálicos (2,3%) e metalurgia (0,8%). Por outro lado, produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-10,2%) e veículos automotores, reboques e carrocerias (-3,1%) exerceram os principais impactos negativos em novembro de 2023.



José Antônio Valente, diretor da empresa de franquia de aluguel de ferramentas Franquias Trans Obra, afirmou que o aumento de 0,5% em comparação ao mês anterior, livre de influências sazonais, é um indicativo positivo, consolidando uma sequência de crescimento observada nos últimos meses. Destaca-se o crescimento de 1,3% na comparação anual, evidenciando a resiliência do setor diante das condições do último ano. “O cenário apresentado pelo relatório indica um ambiente dinâmico na produção industrial brasileira, com nuances que requerem uma abordagem estratégica para impulsionar o setor de forma sustentável nos próximos meses”.

Ainda sobre o relatório, que pode ser consultado através do link informado no início desta matéria, entre as grandes categorias econômicas, bens intermediários (1,6%) apresentaram o crescimento mais acentuado em novembro de 2023, após também registrar avanços em outubro (0,7%) e setembro (0,8%). O relatório continuou mostrando dados de bens de consumo semi e não duráveis (0,2%), que também registraram uma taxa positiva nesse mês, interrompendo dois meses consecutivos de queda na produção. Por outro lado, os segmentos de bens de capital (-1,7%) e de bens de consumo duráveis (-3,3%) mostraram resultados negativos em novembro de 2023, acumulando a terceira taxa negativa consecutiva e perdas de 4,7% e 9,7%, respectivamente, ao longo desse período, conforme apontado pelo relatório.

Perguntado sobre o assunto, José Antônio disse que a ênfase nas grandes categorias econômicas revela nuances significativas, evidenciando a complexidade das dinâmicas que moldam o cenário industrial brasileiro. José Antônio continuou dizendo que o crescimento mais acentuado de bens intermediários, registrando 1,6% em novembro e acumulando avanços nos meses anteriores, destaca a importância desse segmento para a economia. A contínua expansão, especialmente após os resultados positivos de outubro (0,7%) e setembro (0,8%), sugere uma demanda sustentada por insumos industriais, indicando uma possível estabilidade no setor de produção.

Produção Industrial Nacional avançou 0,5% em novembro



Previous articleFórum debate cobertura de planos de saúde a teste sindrômico
Next articleVendas de máquinas da linha amarela devem registrar queda