Home Novidades Notícias Corporativas Programa de Emagrecimento da Amil acompanhou 10 mil em 2023

Programa de Emagrecimento da Amil acompanhou 10 mil em 2023

Sempre lembrada nas ações para prevenção e tratamento da obesidade promovidas pelo 04 de março, Dia Mundial da Obesidade, a cirurgia bariátrica, também chamada de gastroplastia ou redução de estômago, é tratada em recente estudo que apresenta novidades sobre o procedimento. Segundo o trabalho publicado há poucas semanas no JAMA Network Open – Journal of the American Medical Association, além da perda de peso em pessoas com obesidade, a bariátrica pode beneficiar a função cognitiva, melhorando a memória e a atenção, sendo assim uma opção de tratamento para pacientes com obesidade e demência.

Mais estudos são necessários para embasar essas descobertas, no entanto, independente da condição do paciente, é importante um longo e minucioso acompanhamento médico para se ter certeza de que a cirurgia é indicada, como esclarece o Dr. Jose Luiz Carneiro, diretor-executivo médico da Amil.

“Existem diferentes técnicas de cirurgias bariátricas e indicações clínicas que precisam ser seguidas à risca pela equipe médica multidisciplinar envolvida no cuidado ao paciente. Além disso, o acompanhamento psicológico é indispensável antes e após o procedimento”, afirma o médico.

Em 2023, a Amil realizou 1.713 cirurgias bariátricas. Destas, 70% foram realizadas em pacientes participantes do seu Programa de Emagrecimento, que busca garantir o sucesso do tratamento para obesidade através de acompanhamento multidisciplinar, educação em saúde e prevenção das doenças crônicas que podem ser desencadeadas pelo excesso de peso e obesidade, como diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, hipertensão, acidente vascular cerebral e diversos tipos de câncer.

“O objetivo é melhorar a qualidade de vida dos beneficiários inscritos no programa. Sabemos que a obesidade é fator de risco para inúmeros outros problemas, e que suas causas são profundas e complexas, provenientes de fatores genéticos, psicológicos, socioculturais, econômicos e ambientais. Por isso, dependendo da situação do paciente, tentamos em um primeiro momento o tratamento conservador, promovendo mudanças no estilo de vida do indivíduo”, explica o Dr. José Luiz.



Em 2023, o programa acompanhou mais de 10 mil pacientes. Os cuidados se iniciam com a proposta de Emagrecimento Clínico, onde os participantes são acompanhados durante um ano, de forma presencial e online, por médicos de diferentes especialidades, nutricionistas e psicólogos. Cada caso é discutido de forma individualizada entre a equipe de saúde e o paciente, com foco na reeducação alimentar, suporte psicológico e incentivo à atividade física.

Os pacientes com severos riscos à saúde que não apresentam a resposta esperada no tratamento clínico são encaminhados para o Programa de Emagrecimento Cirúrgico, com acompanhamento pré-operatório e durante 24 meses após a cirurgia bariátrica – com maior foco nas mudanças no estilo de vida que aumentam os índices de sucesso do procedimento.

O médico destaca a importância do apoio de amigos e familiares no resgate da saúde e qualidade de vida das pessoas que buscam tratamento: “É fundamental que a sociedade perceba a obesidade de uma forma mais empática e compreenda o impacto na vida da pessoa que convive com a doença, as dificuldades e desafios que enfrenta”.

Programa de Emagrecimento da Amil acompanhou 10 mil em 2023



Previous articleAbrasel e Sebrae lançam cursos grátis para redução de custos
Next articlePrêmio Empresa Inovadora celebra terceira edição em 2024