Home Novidades Notícias Corporativas Sebrae indica tendências de mercado para 2024

Sebrae indica tendências de mercado para 2024

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) produziu um material que indica as principais tendências para o empreendedorismo neste ano, com a intenção de apontar as melhores áreas para investir. O guia foi publicado no fim do ano passado e atualizado neste fevereiro.

A publicação, que se apoia “nos avanços tecnológicos, nas transformações sociais e nos novos comportamentos de consumo” para definir as tendências, elencou sete tendências principais, além das melhores áreas para empreender em 2024. O material também sugere negócios de baixo investimento para começar a empreender e oportunidades que estão em alta, mas ainda são pouco exploradas.

Segundo o Sebrae, as tendências de empreendedorismo no Brasil em 2024 são: sustentabilidade, negócios digitais, tecnologias inovadoras, diversidade e inclusão, novos modelos de negócio, experiência do cliente em foco e empreendedorismo em ascensão.

O CEO da Contajá, João Henrique Costa, avalia que “essas tendências abrem um leque de oportunidades para os empreendedores, que podem inserir cada vez mais tecnologias inovadoras, práticas voltadas à sustentabilidade e valorização da diversidade, além de experiências totalmente centradas no cliente, objetivando ter sucesso nesse novo conceito de mercado”. Para ele, os novos padrões de consumo são ditados pelos avanços tecnológicos e as transformações sociais que estão entre as tendências listadas pelo Sebrae.

A tecnologia se destaca entre as tendências, com o Sebrae apontando o comércio eletrônico como “vital” para as empresas e vantagens competitivas para empresas que investem em inovação digital. O e-commerce e o marketing digital também estão entre as melhores áreas para empreender em 2024.



“É preciso investir cada vez mais no digital para que os negócios continuem crescendo e prosperando neste ano. E quando falamos em investir, não significa apenas o desembolso numerário, mas estamos falando também de um investimento de tempo por parte do empreendedor no estudo dessas novas ferramentas, buscando implementá-las em seus negócios”, concorda Costa. O especialista aponta ainda que cabe ao empreendedor desenvolver a aplicabilidade dessas novas tecnologias ao seu contexto particular.

A tecnologia e a conectividade on-line, inclusive, dominam a lista de negócios de baixo investimento nos quais o Sebrae recomenda empreender. Os serviços de consultoria online, a produção de conteúdo para redes sociais, os serviços de design gráfico e vídeo e a revenda online são as oportunidades de investimento sugeridas pelo Sebrae.

“Se você é empreendedor e acredita que é muito difícil estar incluído neste movimento gigantesco que a tecnologia está proporcionando para as empresas, a dica é: comece o quanto antes. Dar o primeiro passo é estudar novas ferramentas é fundamental para que você comece a construir um diferencial competitivo no futuro”, recomenda Costa. A orientação do CEO está alinhada com a do Sebrae, que recomenda “acompanhar as tendências e agir com inteligência de mercado”.

Para saber mais, basta acessar https://contaja.com.br

Sebrae indica tendências de mercado para 2024



Previous articleItália: PL sobre cidadania segue sem previsão de votação
Next articleChega ao Brasil novo aparelho de monitoramento de anestesia