Home Novidades Notícias Corporativas Seguro Viagem Internacional no Brasil: setor cresce 167%

Seguro Viagem Internacional no Brasil: setor cresce 167%

De acordo com dados da CNSeg (Confederação Nacional das Seguradoras), a procura por seguro viagem internacional no Brasil teve um crescimento expressivo nos últimos anos de 167%, gerando uma arrecadação no setor superior a R$ 901 milhões. Já em termos de indenização, houve um aumento de 77% no mesmo período, totalizando R$ 312,1 milhões.

A pandemia não freou esse apetite por seguros viagem, pelo contrário, a arrecadação em 2022 superou em 55,4% o somatório dos anos de 2020 e 2021, elevando o número de brasileiros que vão ao exterior com cobertura internacional para 30% do total dos viajantes. 

Os estados brasileiros que mais demonstraram aumento no interesse por seguro viagem foram São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. São Paulo liderou a arrecadação no setor, acumulando mais de R$ 685 milhões. Em relação às indenizações, São Paulo se destacou mais uma vez, liderando com quase R$ 238 milhões, seguido pelo Rio de Janeiro e Paraná.

Giovanni Bruno, editor do portal Cama & Café, ressalta a facilidade e importância de adquirir um seguro antes de embarcar em qualquer viagem. “O aumento em 167% na procura por seguro viagem, demonstra a preocupação do turista brasileiro em ter cobertura médica e hospitalar em destinos internacionais, onde os custos médicos podem ser exorbitantes como nos Estados Unidos“, afirma Bruno.

Bruno também enfatiza que o seguro viagem não se limita apenas a cobrir despesas médicas, mas também pode incluir cobertura para cancelamento de viagem, extravio de bagagem, assistência jurídica, entre outros benefícios, dependendo do plano escolhido. “É uma maneira de viajar com tranquilidade, sabendo que em caso de imprevistos, estaremos amparados”, adiciona.



Além disso, Giovanni Bruno destaca a obrigatoriedade do seguro viagem em alguns países, como os signatários do Tratado de Schengen na Europa, onde é exigido que seguro o tenha uma cobertura mínima de 30.000 euros para assistência médica em caso de doença ou acidente. Isso inclui países como Portugal, Espanha, França, Itália, entre outros países. Destinos como Cuba, Qatar e Suíça o seguro viagem também é obrigatório. “É essencial verificar os requisitos do país de destino antes da viagem para garantir uma experiência tranquila e sem contratempos”, acrescenta Bruno.

“Com a demanda por seguro viagem no Brasil quase triplicando nos últimos anos, fica evidente o amadurecimento dos turistas brasileiros, o que além de aquecer o mercado local, permite os viajantes aproveitarem suas jornadas internacionais mais tranquilos.” Finaliza Bruno.

Seguro Viagem Internacional no Brasil: setor cresce 167%



Previous articleComércio deverá faturar R$ 3,44 bilhões na Páscoa
Next articleEstudo revela dados dos Indicadores Industriais de janeiro