Home Novidades Notícias Corporativas Soprano projeta crescimento de quase R$1 bi em 2024

Soprano projeta crescimento de quase R$1 bi em 2024

Prestes a completar 70 anos, a Soprano, especializada em soluções para casa e construção, mantém a preocupação em se reinventar, diversificar e investir no futuro. Um exemplo recente foi a unificação de duas unidades da marca, de Fechaduras e Ferragens e de Materiais Elétricos que, desde 2023, formam a MatCon.

Voltada para a área de materiais de construção, a fusão que compõe essa unidade marca a sinergia no mercado em que atuam. Os investimentos, girando em torno dos R$ 2 milhões, não serão somente em produção, mas também em mudanças internas, com reestruturação de equipes comerciais e de distribuição, construindo um realinhamento operacional para atender ao mercado de forma diferenciada. Em termos de adequação fabril, com remodelação de fábricas e maquinário novo, o investimento total é de aproximadamente R$ 25 milhões.

Já na unidade de Utilidades Térmicas, o foco é para a ampliação do portfólio, que conta com produtos como caixas e garrafas térmicas, entre outros. Só nas caixas térmicas é apontado um acréscimo de 15% a 20% na produção para esse ano. Até agora, os valores giram em torno dos R$ 8 milhões, voltados para novas máquinas, como injetoras e moldes.

A unidade Fotovoltaica é outro exemplo das ações de inovação da Soprano para se posicionar no mercado, atuando em segmentos diferentes, mas sempre interligados. O setor, que vem crescendo exponencialmente no país nos últimos anos, ainda tem muito potencial: “Como tínhamos a unidade de materiais elétricos, vendendo tomadas, interruptores e disjuntores, surgiu a lógica de também trabalharmos com algo que gera energia”, explica Paulo Roberto Sachett, vice-presidente da Soprano.

Com um planejamento que vai até 2030, dividido em duas fases de realização, duas das quatro unidades de negócio receberão investimentos mais fortes em um primeiro momento: MatCon e Utilidades Térmicas, com ampliação de produção, além de uma aguardada ampliação de pessoal.



De acordo com Sachett, os produtos da Soprano consistem em 50% de produção própria e 50% vindos de fornecedores estratégicos do exterior e somente montados no Brasil. “Ressalto que é possível ampliar a capacidade instalada das nossas fábricas rapidamente, para atender às demandas do mercado, o que deve acontecer nos próximos meses, principalmente no setor de construção civil. Entendemos que está se formando uma retomada dos programas governamentais e uma queda de juros, acelerando esse setor”, afirma. Segundo o vice-presidente, o faturamento para 2024 da Soprano deve chegar próximo ao R$ 1 bilhão, com projeção de crescimento de 12%.

Atualmente, a Soprano conta com cinco fábricas, sendo três delas em Farroupilha (RS), uma em Caxias do Sul (RS) e uma em Campo Grande (MS), além de três centros de distribuição, um em cada dessas cidades. 

Soprano projeta crescimento de quase R bi em 2024



Previous articleSeguro de vida Whole Life garante proteção aos benefíciarios
Next articleLei contra o câncer requer esforços intersetoriais