Home Novidades Notícias Corporativas Terapia online é opção a brasileiros que moram no exterior

Terapia online é opção a brasileiros que moram no exterior

A saúde mental engloba aspectos físicos, mentais e sociais, mas o cuidado com a saúde psíquica é negligenciado e marginalizado ao redor do mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) em seu documento World Mental Health Report de 2022 (Capítulo 3 – página 37), em todos os países, as condições de saúde mental são generalizadas, afetando 1 em cada 8 pessoas, e subtratadas, com estimativas mais recentes que 71% das pessoas não recebem qualquer tipo de tratamento. Segundo estudos, o Brasil lidera o mundo com a maior prevalência de transtornos de ansiedade e está em quinto lugar em incidência de depressão.

A literatura médica sobre saúde mental de expatriados é escassa. Estudos mostram que expatriados têm um risco maior de problemas de saúde mental e uso de substâncias, assim como questões consistentes com trabalhadores domésticos, incluindo depressão, dificuldades para dormir, ansiedade e baixa capacidade de concentração (Truman et al., 2011). Outro estudo mostrou que expatriados tendem a experimentar uma alta prevalência de distúrbios afetivos e de ajustamento relacionados à ansiedade ocupacional, ansiedade do país de origem, preocupações com a aculturação e saúde física debilitada (Foyle et al., 1998).

Segundo o relatório “Brasileiros no Exterior”, divulgado em agosto de 2023 pelo Ministério de Relações Exteriores do Brasil, destaca que cerca de 4,5 milhões de cidadãos brasileiros atualmente residem em outros países, como Estados Unidos, Portugal, Paraguai, Reino Unido e Japão, que acolhem as maiores comunidades.

A Dra. Carla Ribeiro de Queiroz Iizuka, especialista em psicologia e neuropsicologia, destaca: “a terapia online tem eficácia elevada, sendo tão eficiente quanto a terapia face a face, com a vantagem de ser realizada em ambiente seguro, horários flexíveis, redução de custos de locomoção e realizada na língua do paciente, fatores que podem facilitar a abertura e a expressão de sentimentos”.

Ainda segundo a Dra Iizuka, “a saúde mental influencia nossas vidas de várias formas, por ser parte inerente e vital do nosso bem-estar geral. Ela nos permite funcionar e prosperar como indivíduos, além de ajudar a lidar com o estresse e adaptações a mudanças. Uma saúde mental de qualidade é essencial para a construção de relacionamentos saudáveis, além de nos permitir a aprender bem e trabalhar de forma produtiva”.



A Dra. Iizuka ressalta que ao reconhecer suas dificuldades e tomar a decisão de enfrentar esses desafios com ajuda profissional adequada, os brasileiros expatriados podem aproveitar ao máximo suas experiências no exterior, enquanto cuidam de sua saúde mental e bem-estar. A busca por ajuda profissional qualificada deve ser cercada de alguns cuidados, como checar se o profissional está devidamente registrado no Conselho Federal de Psicologia (CFP) e verificar as referências com relação a indicações e avaliações de outros pacientes.

 

Terapia online é opção a brasileiros que moram no exterior



Previous articleEstrutura para carros elétricos impacta projetos de imóveis
Next articleMineração impulsiona desenvolvimento de cidades, diz estudo